Terça-feira Santa 2017 - 2018 - 2019




Terça-Feira Santa e a celebração das Dores de Nossa Senhora

Brasil 2017 2018 2019
Terça-feira Santa 11 de abril 27 de março 16 de abril



A Terça-Feira Santa é o terceiro dia da Semana Santa, marcado pela celebração das Sete Dores de Nossa Senhora Virgem Maria. Também são relembradas algumas das parábolas contadas por Jesus Cristo durante sua estada em Jerusalém e o episódio da traição de Judas Iscariotes.

Neste dia, os fiéis fazem penitências para obter o perdão de seus pecados e cumprem vários tipos de promessas feitas anteriormente para obter alguma graça.

As Sete Dores de Maria

Segundo a fé cristã, Maria obteve a graça de ser Mãe do Filho de Deus, mas isso custou-lhe certas angústias muito profundas. Na Terça-Feira Santa, reflete-se sobre as sete maiores dores de Maria.

  • A profecia de Simeão
  • Simeão estava presente no Templo quando Maria foi consagrar seu filho, aos 40 dias, conforme a lei judaica. Ele pegou o bebê no colo e o reconheceu como o Salvador de Israel, dizendo que causaria a queda de muitos, e disse a Maria que uma espada de dor trespassaria sua alma.

  • A fuga para o Egito
  • Quando Jesus nasceu, Herodes mandou matar todos os recém-nascidos da região, pois soube que um deles era o Messias prometido. Para escapar, Maria fugiu com seu esposo e o bebê para o Egito.

  • O desaparecimento do Menino Jesus
  • Com doze anos, Jesus foi com os pais a Jerusalém para uma festa e passou três dias perdido. Foi encontrado no Templo, debatendo com os Doutores da Lei judaica, que estavam admirados com sua inteligência.

  • O encontro com Jesus no caminho do Calvário
  • Jesus encontra sua mãe enquanto carrega a cruz a caminho do Calvário. Nos evangelhos apócrifos (não autorizados pela Igreja), há menções a um suposto desmaio de Maria durante o encontro.

  • O sofrimento de Cristo e sua morte na cruz
  • A Virgem ficou o tempo todo aos pés da cruz e presenciou o sofrimento extremo de seu filho, que agonizou por cerca de seis horas antes de morrer.

  • O recebimento do corpo do filho após sua morte
  • Após a morte, amigos de Jesus retiraram seu corpo da cruz e o entregaram à sua mãe. A cena está representada na escultura Pietà, de Michelângelo.

  • O sepultamento de Jesus
  • Maria observa o sepultamento do filho em um túmulo escavado na rocha, de onde ele ressuscitaria dois dias depois.

O culto a Nossa Senhora das Dores

As dores sofridas pela Virgem Maria em seu fardo de Mãe do Filho de Deus deram origem a uma das denominações conferidas à santa, Nossa Senhora das Dores. É venerada desde o ano de 1221 e considerada Padroeira de diversas cidades do Brasil.

É conhecida também por outras denominações, como Nossa Senhora das Angústias, do Pranto, das Lágrimas e da Piedade. Sua representação apresenta uma espada trespassada no coração, simbolizando seu sofrimento.