Natal 2017 - 2018 - 2019




Natal: feriado cristão, celebração universal

Brasil 2017 2018 2019
Natal 25 de dezembro 25 de dezembro 25 de dezembro



Natal é a data em que os cristãos celebram o nascimento de Jesus Cristo, considerado Filho de Deus e Salvador da Humanidade.

Embora seja mais provável que o nascimento de Jesus tenha ocorrido no mês de março, a data é celebrada no mundo todo no dia 25 de dezembro. Essa data foi instituída pela Igreja Católica por volta do século II, e antigamente era comemorada pelo período de 12 dias.

Origem da celebração do Natal

Como quase todas as festividades cristãs, o Natal foi instituído para adaptar festivais pagãos e estimular a conversão desses povos ao Cristianismo. O Natalis Invicti Solis era celebrado pelo povo romano durante o Solstício de Inverno e cultuava o nascimento do Deus Sol.

Outro festival realizado para comemorar o Solstício de Inverno era o Yule, que começava no final de dezembro e ia até o começo de janeiro. Celebrado pelos povos germânicos do norte da Europa, o Yule era um dos oito Sabbats, festas realizadas ao longo do ano para honrar a Mãe Natureza, representada pela Deusa e pelo seu consorte, o Deus. No Yule, celebrava-se o nascimento do novo filho da Deusa, num contexto bem semelhante ao Natal cristão.

Outras comemorações importantes que aconteciam no mesmo período do ano eram a Saturnália (festa romana dedicada ao Deus Saturno) e a comemoração do nascimento do Deus persa Mitra.

As tradições natalinas

Muitos elementos do Natal moderno foram trazidos das celebrações pagãs. O ato de trocar presentes, por exemplo, era típico da Saturnália, enquanto o uso de árvores e ramos verdes na decoração veio do festival de Yule. Já o amigo-secreto, brincadeira muito popular no Natal, aparentemente era uma tradição do povo nórdico.

A figura do Papai Noel tem várias origens prováveis, sendo mais aceita a teoria de que se tratava de um bispo chamado Nicolau, que viveu na Turquia no século IV. Segundo a lenda, Nicolau ajudava de forma anônima as famílias pobres deixando sacos com moedas de ouro nas chaminés das casas.

O Natal hoje

O Natal consagrou-se como uma festa de confraternização entre amigos e familiares, e o significado religioso foi deixado um pouco de lado. No lugar das divindades, as estrelas da festa hoje são os presentes, a decoração típica e as ceias com comida e bebida abundantes. A figura de Cristo aparece mais no presépio e nas músicas de Natal do que no espírito natalino propriamente dito.

Mas a maior das comemorações, sem dúvida, é do comércio varejista, que assiste a um aumento significativo no volume das vendas durante o final do ano.