Finados 2017 - 2018 - 2019




Finados: de onde vem o costume de homenagear os mortos?

Brasil 2017 2018 2019
Finados 2 de novembro 2 de novembro 2 de novembro



Em 2 de novembro, celebramos o Dia de Finados, também chamado de Dia dos Mortos ou Dia dos Fiéis Defuntos. No Brasil e em vários outros países, esta data é feriado nacional.

A tradição de homenagear os mortos sempre esteve presente em diversas culturas. A celebração mais parecida com o Dia de Finados da qual se tem notícia é o Samhain, um festival realizado pelo povo celta, que viveu na Europa do século VI a.C. até a sua miscigenação com os povos cristãos europeus.

O Samhain acontecia durante o Solstício de Verão e marcava para os celtas o final do ano e o início do ano-novo. Segundo suas crenças, neste período as fronteiras entre o mundo dos vivos e dos mortos deixavam de existir e os falecidos voltavam a este mundo para visitar seus entes queridos. Por isso, as celebrações eram realizadas pelos druidas dentro das casas, e não nos cemitérios.

Além do dia de Finados, o Dia de Todos os Santos e o Halloween também têm suas origens no festival de Samhain.

Finados no Cristianismo

A celebração cristã do dia de Finados começou por volta do século V, quando a Igreja começou a estabelecer um dia dedicado a rezar pelas almas de todos os falecidos. O costume tornou-se uma obrigação de todos os fiéis no século IX, e no século XII essa data foi fixada em 2 de novembro. Assim, o Dia de Finados passou a suceder o Dia de Todos os Santos (1º de novembro).

Segundo a Igreja Católica, no Dia de Finados as pessoas devem orar pelas almas que estão no Purgatório purificando-se de seus pecados para poder entrar no Paraíso. Nesta data, as pessoas visitam os túmulos de seus entes queridos e participam de grandes missas campais em sua homenagem.

Día de los Muertos

No México, o Dia dos Mortos é celebrado em uma festa alegre, com direito a desfiles, enfeites coloridos, música e muita comida.

O Día de los Muertos dura três dias (de 31 de outubro a 2 de novembro) e atrai turistas de todo o mundo. A festa é celebrada há pelo menos 3 mil anos pelos povos indígenas mexicanos, e foi reconhecida pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade.

Da mesma forma que os celtas, os ancestrais mexicanos acreditavam que nessa época do ano os mortos têm permissão para visitar seus parentes, que os recebem com flores, velas e suas comidas preferidas. As pessoas também costumam fantasiar-se de Morte ou pintar os rostos com caveiras.